Santiago - Viña Concha y Toro - Viña del Mar

Hoje acordamos um pouco mais tarde e negociamos nosso check out do hotel, que gentilmente nos permitiu guardar nossas equipajes (nossas tralhas todas...hehe), para que pudéssemos ir visitar a maior vinícula da América, a Concha y Toro.

O caminho até lá era de 33Km, saindo do centro de Santiago. A vinícula fica localizada aos pés da Cordilheira dos Andes aonde o clima, o tipo de solo e as barreiras naturais da corilheira e mar do pacífico, contribuem para a excelente qualidade das uvas e do vinho produzido aqui.Após assistirmos a um vídeo institucional, fomos conhecer a casa de veraneiro do fundador, que trouxe da França as primeiras cepas de uva e percebeu que estas se adaptaram muito bem, fundando assim a vinícula que hoje exporta para mais de 132 países. conhecemos também o parreiral e fizemos a degustaçao do vinho branco. Encerramos a visita com a ida ao Casilleiro do Diabo, ou casa do diabo, aonde o fundador lançou a lenda de que naquele lugar havitava o capeta, evitando assim que os supersticiosos lhe roubassem as melhores garrafas de vinho.


Voltamos para o hotel e nos preparamos para seguir rumo a Viña del Mar, localizada no litoral a apenas 120 km de Santiago. O caminho é bonito, vimos várias vinículas e parreirras as margens da rodovia impecável e cheia de túneis.




Achamos a cidade grande e bastante movimentada, com uma orla muito bem aproveitada, com um calçadao e belíssimos hotéis e restaurantes. A cidade nos lembrou a gaúcha Torres, no seu estilo de ruas, calçadas, lojas.






Exibir mapa ampliado

0 comentários