Rondonópolis/MT - Chapada dos Guimarães/MT

Hoje deixamos o hotel em Rondonópolis após tomarmos um bom café da manhã e organizarmos nossas roupas agora "menos molhadas" na caixa, ao invés dos alforges (pequenas malas de tecido que utilizamos para guardar as roupas).

Logo na saída de Rondonópolis, a chuva iniciou..tínhamos decidido mudar um pouco o percurso com a intenção de ir até a Transpantaneira, que daria início em Poconé/MT. Para tanto, era preciso primeiro ir até Cuiabá/MT. Entretanto, no decorrer deste curto, porém cansativo trecho, fomos muito castigados com a chuva e a própria estrada em péssimas condições. Chegamos à Cuiabá perto do meio dia e fizemos uma parada para almoço no posto Sinuelo, onde fomos muito bem atendidos! Eh, aqui também tem Sinuelo...descobrimos hoje que é uma Franquia.Neste ponto, eu já estava muito cansada..na realidade senti hoje o peso dos 800 km de ontem.

Abortamos a idéia da Transpantaneira (até porque estaria tudo alagado e não seria possível avistar animais) e seguimos para a Chapada dos Guimarães. O caminho até a Chapada é muito bonito. Mesmo sob chuva forte, fizemos algumas paradas para fotos. Encontramos facilmente a pousada, bem localizada na praça central da cidade de Chapada dos Guimarães/MT. Assim que chegamos, tratamos de checar o quão molhadas estariam as roupas, que desta vez ficaram ilesas..Ufa..porém o quarto da pousada não se livrou do meu apelido de cortiço..hehe..é capa de chuva pra lá, bota pra cá..tudo estendido em frente ao ar condicionado.

Não foi possível realizar nenhum passeio hoje devido à chuva e à baixa visibilidade (mais uma vez a neblina está presente). Esperamos que amanhã as condições climáticas estejam melhores para que possamos visitar o Parque Nacional da Chapada e fazer uma trilha até a caverna Aroe Jarí.

Obs.: Hoje decidi escrever pois acho importante as pessoas saberem que nem tudo é maravilhoso quando se viaja..de moto que é o nosso caso, ou até mesmo de carro. Estamos sujeitos à várias coisas que podem "atrapalhar" um pouquinho..hehe..a chuva é um dos principais imprevistos. Portanto, proteja as roupas em sacolas plásticas, caso não queira vê-las molhadas e sujas. Vale lembrar que somente as roupas ficaram molhadas no trecho de ontem, mas já está tudo sob controle. Hoje somente as roupas de moto molharam (normal, consequência da chuva). Nós ficamos secos. A capa de chuva proteje bem.

O cansaço físico da viagem se soma ao cansaço dos passeios. As paisagens são lindas, vale muito a pena, porém para chegar àquela gruta do lago azul por exemplo, tive caimbras nas pernas, que tremiam sem parar. Após o passeio, fiquei com uma dor terrível..doía tanto que quase não conseguia subir ou descer da moto. Hoje já estou melhor e como teremos mais tempo para descansar, acredito estar 100% amanhã!

Aproveito para agradecer à paciência do Alisson comigo. Tem momentos que relamente fico um pouco estressada e de mal humor, principalmente pela manhã..hehe..mas isso faz parte da viagem, assim como da vida. Nem tudo é perfeito. Não se pode ter ganhos sem sacrifícios. Com certeza estou tendo uma experiência única, que vale muito a pena. Cada dia é uma expectativa diferente e a ansiedade toma conta.

Obrigada meu lindo por me proporcionar tal experiência..

Um beijo à todos que acompanham!



3 comentários

  1. Nossa que viagem e que aventura! Parabéns pelo casal guerreiro! To gostando dos comentários dos dois! Passear de moto é apaixonante e estamos torcendo para dias de tempo bom pra vcs. Abraço do amigo André de Curitiba!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite querido casal,
    Estams aqui dividindo com vcs esta grande aventura pelo nosso Brasil.
    Há, pra Dri, lembre-se que a paciência e o dicernimento são imprescindíveis em qualquer aventura. Lembre-se que estas qualidades são características das mulheres que as transmitem aos seus parceiros.
    Vamos lá, força, porque esta viagem ficará sempre marcada na vida de vcs. E vc amigão querido, realize o seu sonho de viajar "sem destino" com suas duas máquinas: Sua gata e sua moto.
    Que DEUS acompanhe vcs por esses caminhos...
    Abraços,
    Mateus(carioca) e Tadiana(minha esposa querida).

    ResponderExcluir
  3. ÉEEEE!!!!Adri eu sei bem o que é isto que vc. está vivendo, mas compensa e muito!!!Muito legal e continue assim nada melhor que dificuldades...para deixar a viagem mais emocionante,continuem assim que no futuro vcs. irão rir e muito de tudo pelo qual passaram juntos,beijão bem grande da mãe,Jefferson e eu ....se cuidem!

    ResponderExcluir