Chapada dos Veadeiros - Primeiro Dia

Saímos da pousada logo cedo rumo aos grandes atrativos da Chapada, o primeiro foi o mais fotografado deles: O Jardim de Maytrea. Neste lugar é possível observar diversas Veredas, que são nada mais que um aglomerado de Buritis. Aonde estão as veredas significa que há água, aqueles campos então, funcionam como uma caixa d'água, absorvendo neste período e fornecendo água para os rios nas épocas de seca.


O segundo atrativo foi o famoso e mais visitado, Vale da Lua. Este lugar é peculiar, como repetidas vezes citou nosso guia, é formado por um composto arenítico e de quartzo, muito sujeito a conformação pela passagem de correntes de água. Nesta época de cheia, os locais p/ banhos são bastante restritos para garantir a segurança dos turistas, uma vez que o volume de água aumenta consideravelmente!


O lugar é realmente fantástico, parace que estamos nas crateras da lua!

Já era hora do almoço quando passamos pela Vila de São Jorge para conferir o Açaí na Tigela com Bananas e o Gergeliko, um salgadinho produzido na região a base de gergelim.



Tocamos para a Morada do Sol, o acesso foi por uma trilha que arriscamos fazê-la quase toda de moto mesmo... Ali pudemos tomar banho e apreciar mais um atrativo do Rio São Miguel (o mesmo do Vale da Lua). Foi possível ver cânions, cachoeiras, vegetação do cerrado.

Depois fomos ao encontro dos Rios São Miguel e Tocantinzinho, impressionante pela força das águas e pelos percursos que elas vão formando no encontro. Pudemos ter contato com o mascote do lugar, um Tucano domesticado! O lugar tem acesso muito complicado, exigiu bastante de todos nós.


Fechando o dia, visitamos o Raizama, um lugar lindo, que possui quedas de mais de 10m com a união dos Rios Raizama e novamente o São Miguel. A força das águas nas fendas é impressionante! Sobrou até um por do sol no cerrado.



1 comentários

  1. E ai, como foi rever a chapada?
    Aqui, acabamos de ver todos os glaciais... cara, sem palavras.
    Abração

    ResponderExcluir